Cestas básicas serão adquiridas para distribuição em Chã Grande

Gilvan Silva
300

Durante uma transmissão ao vivo em seu perfil no Facebook, o prefeito de Chã Grande, Diogo Alexandre, anunciou a licitação para compra de 5 mil cestas básicas que serão disponibilizadas para famílias do município que estejam enfrentando dificuldades em virtude das paralisações provocadas pelos decretos estaduais, como forma de evitar a propagação do novo coronavírus em Pernambuco.

Nesta quarta-feira (1º), em uma nova live, o gestor explicou como será a avaliação das famílias que se encontram em vulnerabilidade social neste momento. Segundo ele, o município já possui, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, uma base de famílias que se encaixam no perfil. Mas a ação será estendida para outras famílias do município que não se encontram nas listas da Secretaria.

Para isso, o trabalho será desenvolvido em parceria com instituições sociais chã-grandenses, associações rurais e entidades religiosas, que poderão indicar membros que se encontrem com dificuldades neste momento. Além disso, caso essas instituições já realizem trabalho social, poderão indicar as famílias que são beneficiadas com as ações.

Financiamento – Segundo o prefeito Diogo Alexandre, o custo da compra das cestas básicas será exclusivamente do município. Para isso, o gestor anunciou um corte de até 30% nos vencimentos de cargos comissionados, secretários municipais, prefeito e vice-prefeito. O valor cortado nos salários do alto escalão da administração municipal financiará a compra das cestas básicas.